Writings‎ > ‎Marina‎ > ‎

Dos meus

    - O que foi? - perguntou Karina.
    Marina ainda não estava convencida de que não havia algo errado com seu pai. Ela ainda estava pensativa, com o olhar perdido no teto do cozinha, enquanto separava alguns feijões. Mais longos segundos se passaram e mais uma pergunta de sua mãe para que ela respondesse.
    - Eu... não sei. Acho que tinha alguma coisa hoje...
    A mãe não acreditava. Na verdade prefiria pensar que estava tudo bem e que não tinha motivo nenhum para elas gastarem um minuto sequer pensando nele.